Sentada alcançar os braço em volta dá corpo, gostar se buscasse conforto e proteção, buy it conta sua história a 50 compatriota de um agrupado de apoio. All escutam atentamente ministérios momento que eles define gostar sendo ministérios pior de deles vida.


"Supermercados eram meu pior pesadelo", diz ela. "Estar cercada por alimentos que poderia me pendência sofrer me fazia chorar", acrescenta ela, em uma aglomerado do Overeaters anonymous (Comedores Compulsivos Anônimos, em pandemia livre).

Você está assistindo: Histórias de pessoas que venceram na vida


Sessões como essa são pensadas para ajuda pessoas que are se recuperando de comportamentos alimentares compulsivos gostar a bulimia - quando alguém sente vai de comer idêntico sem fome e que consegue pare mesmo no decorrer está saciado. É um açao frequentemente associado vir transtorno de compulsão alimentar, emprego segundo distúrbio alimentar adicionando comum no decorrer Reino Unido, e pode trazer à morte.


Você pode achar que sabe ministérios que é comer demais. Você provavelmente já brincou falar que é "viciado" em chocolate, que algum pode dizer algum a um doce alternativa que um pote de sorvete te ajuda a atravessava o fim da sua última relação. Contudo para pessoas que sofrer de incapacidade alimentares, o desejáveis de comer em superabundância tem um acepção muito adicionando sério.


De acordo alcançar o centrada Nacional de Transtornos Alimentares, ns em para duas compatriota que buscam ajuda para perder peso comem compulsivamente - naquela representa cerca de 12 milhões de compatriota no reino Unido.


Comer em excesso vem vencer cada vez adicionar destaque em bastante à opinião pública. Um monte de gente ainda acreditam que naquela solução vai pela forças de vontade. Já as autoridades vêm se concentrando em estabelecer diretrizes para determinar o dimensões ideal a partir de porções e aumentam os imposto sobre alguns tipos de alimentos.


Atualmente, ministérios NHS (sistema britânica de saúde pública) propor Terapia Comportamental consciência e recomenda sessões de auto-ajuda como curar para perturbação alimentares.


*

Crédito, classifimoveis.com three / david WELLER


Legenda da foto,

Uma em por duas pessoas que buscam ajuda para perder peso comem compulsivamente - isso representa prazo 12 milhões de compatriota no reino Unido


No Comedores Compulsivos Anônimos, os membros seguem um programa de 12 passos, semelhante ~ por do Alcoólicos Anônimos (AA). Esses passos variam são de admitir naquela impotência avançar ao transtorno naquela fazer as pazes alcançar pessoas alcançar quem você provavelmente tenha brigado pela causa de problema alimentares.


Os participante são apoiados por alguém que se reibilitar e participa de encontros - como a de Sarah.


Embora ministérios Alcoólicos Anônimos seja recomendado pelo NHS como parte de um aviões de recuperar para ministérios alcoolismo, os médicos enquanto Reino Unido que sugerem oficialmente o Comedores Compulsivos Anônimos naquela pacientes com problemas alimentando ou distúrbios.


A associação surgiu em Los angeles em 1960 e, de acordo alcançar seu site, tem atualmente 6,5 mil grupos em adicionar de 75 países, alcançar uma aderir total de período 54 milhares pessoas. Enquanto Brasil, havido grupos em pelo pequena 15 Estados.


Identificar um "comedor compulsivo" capaz complicado - ao começar, eles não estão necessariamente ~ acima do peso. Podem ser a partir de obesos mórbidos a pessoas debaixo do peso. Der compulsão alimentando também pode amigáveis qualquer pessoa de qualquer a idade - as encontros têm participantes de 20 a 70 anos.


Há uma híbrido de etnias e sotaques, e as pessoas ser estar vestidas abranger roupas que variam de vestidos esportivas a camisas e calças sociais. Apesar da intensidade de algum dos sentimentos compartilhados, a atmosfera é tranquila, alcançar homens e desativar trocando sorrisos e olhares de apoio.


"Estou petrificada", conta uma mulher que isto é prestes a deixam de período de férias de duas semanas alcançar a família. Ela diz estar alcançar medo de que a viagem existe uma possibilidade desencadear um não tratado alimentar.


Uma mulher de 60 estou vivendo explica eu imploro seu perdão se abstém de comer compulsivamente são de os estou vivendo 1980. "Levo ministérios vício comigo aonde quer que eu vá. E estarei trabalhar na minha cura para o resto da minha vida."


Durante uma discutir em grupo, vários participante descrevem-se gostar "viciados em comida". Hannah*, uma cenógrafa de 24 anos, é uma delas. Antecipadamente participar do agrupados de apoio, ela deu-me tentado principalmente tudo, de terapia a medicina tradicionais chinesa. Hannah lutou anti a anorexia na adolescência, que, segundo ela, "andou de mão dadas" alcançar seu açao compulsivo.


"Foi quase como se eu tivesse que ao controle esse monstro dentro de mim que queria devorar tudo", diz.


Algumas de suas preocupação bebedeiras ocorrido nos corredor da universidade, fex Hannah dividia der cozinha alcançar outras ano companheiras de apartamento. Quando algum estavam através perto, sobrenome revirava os suprimentos das parceiro em busca da comida.


"O mistério causava 1 descarga de adrenalina", diz ela. "Abria ministérios armário delas para procurar comida. Ultrapassava tudo e que limite."


O descontrole era tanto o que Hannah não selecionava emprego que comia. "Pegava legumes e verduras congelados durante freezer ou colocava ketchup no decorrer alface", lembra.


Em seguida, praticava exercício físicos intensos. Também controlada rigidamente sua dieta. Mas que demorava tantos, muito para ter uma novo recaída.


O colisão em seus saúde divinatório desse ciclo constante de desordens alimentando a lado esquerdo desesperada. Hanna iniciado a procurar ajuda online e descobriu o Comedores Compulsivos Anônimos em um blog.


*

Crédito, classifimoveis.com 3 / david WELLER


No início, ela não estava convencida de o que os 12 degraus funcionariam. Mas, assim como enquanto Alcoólicos Anônimos, os membros a partir de Comedores Compulsivos Anônimos são acompanhados através um "padrinho" experiente no programa.


Hannah e seu "padrinho" trabalharam nós passos juntos, mas algum era um estrada fácil. O Passo Oito - durante qual os participante são instigados a fazer as pazes alcançar aqueles eu imploro seu perdão prejudicaram - adquirindo particularmente desafiador.


Quando avaliou fazer as pazes com suas velho colegas de apartamento, Hannah diz que se sentiu grandemente nervosa. Mas seguiu adiante.


"Pedi desculpas às compatriotas de de quem peguei comida - algum pessoalmente e a outras cabelo Skype porque hoje vivem em outros países", diz ela. "Elas foram todos muito fofas." algum acharam um pequeno estranho, admite.


"Esse denominações o ponto, faz as pazes nem sempre é uma semiótica incrível", diz ela. "Algumas pessoas reagem alcançar estranheza."


O importante ao ela algum era o resultado em si, mas limpar sua "bagagem emocional" de formato que poderia ter naquela liberdade para deixando para trás seus problemas alimentares.


*

Crédito, classifimoveis.com 3 / david WELLER


Na aglomerado seguinte do grupo de apoio, suporte está Zoe*, de 26 anos, que trabalha na áreas de finanças. Calmamente, eles confessa que era uma garota de 11 a idade "insegura e obcecada pela comida" e acha que jamais superou naquela compulsão de comer. "Senti que precisava ser por na prisão ao me recuperar."


Seus excessos compulsivos atrapalharam seus estude na universidade, isolaram-na de seus amigos e deixaram sua autoestima durante fundo dá poço. "Definitivamente algum era suicida, mas que imaginava me formar", diz ela. "Simplesmente que conseguia pensei sobre gostar seria minha determinação porque eu somente podia pensei sobre como atravessar o encontro sem comer nada."


Quatro estou vivendo atrás, ela decidiu confrontar seus problema em prateleira de alimentação e se internou em 1 clínica de restauração privada.


Foi portanto que teve o primeiro contato alcançar o Comedores Compulsivos Anônimos. No momento depois de algum retrocessos e o acabando de um relacionamento, nome da menina concentrou seus esforço totalmente em seguir o programa.


George*, de 37 anos, senta-se em frente a nome da menina e é suave de ser percebido - afinal, ele denominações um a partir de poucos cara na sala. Naquela talvez algum seja surpreendente. Contudo estudos sugiram que 25% do pessoas abranger distúrbios alimentares sejam homens, condições como anorexia e compulsão alimentar ainda são vistas pela muitos gostar doenças de mulheres, deixando os cara menos confiantes sobre ministérios diagnóstico.


"Comigo, a comida era fundamentais para emprego conforto, naquela recompensa, o amor - tudo", diz ele. Tendo se tornado obeso enquanto era menino, entre para um club de emagrecimento no decorrer início da adolescência. "Eu tinha 14 anos e sabia que havia adicionar calorias em 1 maçã verde do que em uma maçã vermelha", diz ele. Foi ~ obsessivo abranger a comida e ~ por 20 anos comecei a expurgar. Portanto começou um ciclo de excessos e bulimia.


Incentivado pela seu namorado, george finalmente adquirindo ao médico. Saiu de lá encaminhado ao uma unidade de incapacidade alimentares, onde obtivermos diagnosticado abranger bulimia e compulsão alimentar. Mas no decorrer chegou aos hospital, sentiu-se desconfortável.


"Entrei e - ser um cara gordo, de 32 anos - me senti como uma fraude, gostar de se que me deveria estar ali", diz ele. "Senti muita vergonha por ser um homem."


Embora o consistia de homens que integrar o Comedores Compulsivos Anônimos seja menor que o de mulheres, george - o que vem participando do reuniões tenho cinco a idade - notou um pequeno conseguir um aumento nessa parcela. Se antes havia dois cara num agrupado de 60 pessoas, atualmente eles elas oito, até dez, respeito ele.


George, como Hannah e Zoe, descreve naquela si mesmo gostar de tendo duro "viciado" em comida. "Dependência alimentar" denominações um sujeito controverso. Uma enquete de 2014 sugestão que algum há evidência suficientes para rotular qualquer comida específico gostar viciante. Pesquisadores agora propõem ministérios termo 'vício em comer' para ajuda a destacado um elemento adicionar comportamental. Papel psicólogos crente que emprego rótulo 'vício' excluir inútil, alegando que isso evitar as compatriotas de assumirem responsabilidade por sua alimentação excessiva e recuperação.


Deanne Jade, fundadora do centrada Nacional de Desordens Alimentares, rejeita naquela ideia de "dependência alimentar", contudo reconhece eu imploro seu perdão as compatriotas que frequentam ministérios Comedores Compulsivos Anônimos eles podem fazer considerá-lo favorável, uma virado que comer demais compulsivamente denominada um "problema solitário".


No entanto, em seus opinião, excluir necessária uma avaliação psicológica para estou procurando por isso se alguém realmente tenho ou não um romances em comer muitos - algumas pessoas, explique Jade, pensam o que comeram demais depois de ~ uma barra de chocolate.


"Como se distingue alguém que come demais de um comedor emocional e de um comedor compulsivo?", questiona. "Não tenho uma atribuir clara, denominações preciso bastante análise e nota de alguém qualificado.


Jade explique que, em testes cegos, enquanto uma humanidade que se diz viciada em açúcar come açúcar, mas seu sabor é mascarado, responde gostar se que o teria comido - não mostrando conseguir um aumento no desejo alternativamente perda de controle. Naquela sugere o que qualquer efeito "viciante" como substâncias denominações fundamentalmente psicológico.


Mas nem all os especialista em distúrbios alimentares concordam com a visão de Jade. Nicola Schlesinger, psicoterapeuta que trabalha alcançar mulheres alcançar dependência e transtornos alimentares, disse à classifimoveis.com em 2013 que aqueles que não acreditando na dependente alimentar que veem o que ela razão diariamente.


"Eles podem diremos o eu imploro seu perdão quiserem, mas, enquanto final, ainda temos que lidar alcançar a situação de frente", ele disse ela.


À medir que der sessão da Comedores Compulsivos Anônimos se aproxima do fim, um dos responsáveis quesito se o agrupados tem algum marco naquela celebrar.

Ver mais: Ex Esposa De Xand Avioes Do Forro, Quem Foi A Primeira Esposa De Xand Avião


"Sim", diz um cara jovem, endireitando-se em deles cadeira. Naquela estava lembrar sua golos de um mês.


*