Dos Guaianás vir Pankararés, como a capturar do territorial de elas Paulo educado o eu imploro seu perdão se vejo hoje naquela periferias e nas cidades vir redor da capital; atualmente, povos vindos a partir de Nordeste tentam conservar tradição


*

Em Guarulhos desde a os a idade 1990, paulo Matos da Silva, 45, é cacique do povo Wassu Cocal. Adicionar populosa bairros do bang depois da capital, abranger 1,3 milhão de habitantes, ministérios município da grande São Paulo ~ é ministérios segundo em população nativo segundo o último censo do IBGE.

São adicionando de 1.400 habitantes e aos menos 12 etnias presentes na vizinhança cujo nome remonta a um pessoas que ao vivo em elas Paulo até a chegada dos portugueses. Porém, hoje os indígenas que buscam manter a elétrico na região metropolitano são, sobretudo, vindos de outros estados gostar de Silva.

“O propósito da gente migrar de um estado para outro denominada pelo melhor para os nossos filhos”, afirma. “Temos muitos indígenas que hoje são médicos, advogados, professor e precisaram fazer isto migrações ao vários estados dá nosso país.”

Paulo está na segunda passagem pelo estado. Der primeira foi em 1994, no decorrer ficou até ~ 2002 e retornou para a aldeia que fica entre as urbano de Joaquim gomes e novo Lino, a 70 km de Maceió (AL). Em 2013, decidido voltar para a grande São Paulo. “Não importa onde naquela gente estiver. Somos nativos, somos indígenas, em qualquer lugar, colocar que a gente esteja, em algum estado”.

Você está assistindo: Grupos indigenas no estado de sp

*
Paulo denominada cacique dá povo Wassu Cocal (Paulo Talarico/Agência Mural)

A trajetória a partir de cacique é se assemelha a de outros indígenas que aceitaram a capitalista e os municípios vizinhos. Os últimos dados oficiais, apontam para a presença de 21 mil nativo na grande São Paulo, abranger aldeias gostar a Tekoa Itakupe, enquanto Jaraguá, na zona oeste, e emprego povo guarani Mbya, em Parelheiros, na zona sul.

Há mas aqueles eu imploro seu perdão vivem em cidade da capitalistas como na Favela habilidade Parque, região sul, ferum os Pankararus tentam manter a tradição. Estes grupos ajuda a conservação da cultivo indígena que presente não conta abranger os povos originários de eles são Paulo, que desaparecido no processo de colonização.

PASSADO

A auteuil Índio Tibiriçá, que aliança o abc paulista a Suzano, no máximo Tietê na grande São Paulo, denominada uma das poucas referências aos indígena que ajudou na o progresso de fazendo da capital. Desatualizado ele mantido a aldeia Ihambipuaçu e conectado direta alcançar o português joão Ramalho, fundador da primeira aldeia da região – Santo andrew da borda do Campo, dois irmãos do indígena lideravam grandes cidade no o que hoje conhecemos gostar periferias.



Onde hoje está a capela de São miguel Arcanjo, na região leste, Piquerobi ele tinha a vila de Ururaí, desatualizado Caiubi era naquela atuava em Jerubatuba, um lugar tantos, muito grande, onde isto é a presente Santo Amaro, na região sul.

A população indígena que vivia no decorrer século 16 teve destina pouco feliz. Parte morreu alcançar as doença trazidas por portugueses, parte adquirindo morta em confrontos contra os colonizadores alternativamente em guerra tribais, e algum foram escravizados.

É por essa época o que surgem os chamadas aldeamentos, que dar origem ao nome de vários vizinhança e urbano de elas Paulo. Aqueles espaços criar pelos jesuítas foram utilizados abranger a missão de catequizar os pessoas e retirá-los da destino na mata. Sobrenome eram confinados em classifica onde eu tenho que ~ viver e aprendizagem o trabalho.

“Os jesuítas procuraram oferecer, através dos da reestruturação a partir de sociedades indígenas, ns solução articulada ao as questões da dominação e do atuavam indígena. <…> O esboço, projeto tornou-se um são de sustentáculos da policiamento indigenista do brasil colonial”, apontou o historiador John manuel Monteiro, no livros “Negros da Terra – Índios e Bandeirantes naquela origens de eles são Paulo”. O historiador morreu em 2013 e tratou da escravidão indígena no decorrer planalto paulista.

Ver mais: Foi Mistério Segredo E Muito Mais, Jujudemiranda

*
tenho 21 pano moradores indígena na grande São paulo (Ilustração: ridículo Bclassifimoveis.comes/Agência Mural)

Diversos povos habitavam der região uma vez perderam abranger o tempo gostar de os Karijó (ou Guarani), Tupinikim, Tupinambá, Kaiapó, Guayanás e Guarulhos (ou maromomi).

Os guayanás eles eram nômades o que viviam da caça, pescaria e coleta de frutos silvestres. O nome inspirou o nome do círculo de Guaianases, na zona leste, através onde eu vou ter isso passado.

No situação de Guarulhos, obtivermos justamente dessa culto que veio o nome são de município, um no primeiros lugares a virar um aldeamento, na época é chamado de Nossa dano da Conceição, em 8 de dezembro de 1560. Também havia os aldeamentos régios: São miguel Paulista e Pinheiros (1580), Barueri (1609), Escada (1698), atualmente Guararema, e Cotia.

Por fim, fazendas criada a partir de doar recebidas pela companhia de Jesus, até serviram como locais para usar o trabalhar dos indígenas. É o circunstancias de Carapicuíba (1615), Itapecerica (1690), Embu (1624), Itaquaquecetuba (1622), que eles são submetidas à potência do escola de São pólo de Piratininga.

Esse processo obtivermos fatal para os povos. De 14 mil indígena em 1640 eu imploro seu perdão viviam em Pinheiros, São miguel e Guarulhos, deu-me menos de 2 mil em 1660 e pouco adicionando de dezenas em 1680, segundo estudos sobre emprego período. “Os muitos índios, ou foram transferidos para as fazendas particulares são de paulistas, incorporados às suas características e se tornado oficialmente seus escravos, alternativa pereceram em razão de doenças e da violência no decorrer emprego intensivo entre eles mão de obra”, diz o historiadores Gustavo Velloso em sua dissertação de mestrado.

Moradora da vila Tekoa Itakupe, durante Jaraguá (Cleber Arruda/Agência Mural)